quinta-feira, 31 de julho de 2014

Insónias

Olá a todos!

Aqui está mais um poema - escrevi-o não por sofrer de insónias, até porque adormeço com muita facilidade (caso não aconteça tenho algumas estratégias para não me perder em pensamentos), mas porque tenho verificado que é um problema que imensa gente tem hoje em dia ---> daí veio a inspiração.

Espero que gostem :)

Insónias

Já repararam?
Como hoje eu nunca vi.
Tanto stress, tanta ansiedade…
Será que é estranho só p'ra mim?

Porquê tanta dificuldade em adormecer?
Este problema é grave, é crescente,
O que se passa, que está a acontecer?

Perguntas aos milhões preenchem a internet:
Fico deitado na cama, faço tudo, até conto ovelhas
Quero dormir e não consigo, como expulsar o frete?
Penso logo não durmo, é uma aflição,
Talvez haja forma de acalmar o coração!?

E isto é assim por todo o lado:
Tomam calmantes para dormir,
Perdem a vontade de sorrir…
É como se zombies fossem surgir.

Pensam muito, não conseguem desligar.
Mas não é consciência pesada, ou será?
Por eles? Ou pelo mundo ao Deus-dará?

Nós temos de pensar, longe de mim negar.
Mas se for na hora errada, serve para quê?
Para nada!!!
O pensamento é para libertar, não frustar.
Ai, os males que pode o sono causar!

É cada vez mais raro, podem ver,
Quem em minutos adormece.
Não sabemos no que mais crer,
E o espírito envelhece…

Sem comentários:

Enviar um comentário