sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Dias Menos Saudáveis


Olá pessoal!

Peço imensa desculpa já não escrever à algum tempo, mas tenho estado muito ocupada.

Hoje vou falar de doenças comuns como gripes, amigdalites, constipações, febres (não muito elevadas), entre outros. Não vou explicar nenhum delas, mas vou referir o que penso que se deve fazer quando as temos.

Acordei às sete da manhã, como habitualmente, para arranjar-me para a escola, quando reparei que a dor de garganta que me começara de noite, continuava. Fui ao espelho, e reparei que tinha a garganta inchada (um início de amigdalite).

Como agiria? As hipóteses eram quatro: ir à escola, agasalhada, sem tomar qualquer tipo de medicamento; ir à escola e tomava um medicamento; ficar em casa e medicava-me ou ficar em casa, agasalhada, à espera que a amigdalite passa-se.

Como faço sempre, escolhi a última hipótese. Ficar agasalhada e dormir o máximo possível ao longo do dia, para além de ingerir líquidos quentes, como chá, é uma forma eficaz de resolver este tipo de problemas, sem desafiar o organismo.

Por vezes, a espera, e o "não fazer nada" é a melhor cura - ao deixarmos o corpo recuperar sozinho, estamos a permitir com que ele se fortaleça de uma maneira "natural" e sem efeitos secundários.

O corpo também fala, fala através de como nos sentimos: muitas da vezes está a pedir-nos que mudemos alguns dos nossos hábitos que o prejudicam. 

Ontem estive ao frio, hoje acordei com a garganta inchada. Só me resta "ouvir" a reclamação do corpo e manter-me na imobilidade todo o dia.

Em suma, o meu conselho é o seguinte: Antes de pensarem que não é um mau estar que vai parar a vossa vida, ou que os medicamentos resolvem tudo, pensem no que o corpo vos pede - o primeiro a fazer-se é repousar.

Sem comentários:

Enviar um comentário