domingo, 18 de setembro de 2011

Rei Leão - Somos um


Letra:

Coisas novas vais tu ver
Mas depois vais dizer
Não percebi
No teu jovem coração
Vives na confusão
Já compreendi

Hás-de sobreviver
Pois apoio tu vais ter
Os entraves nós vamos vencer
Ao teu lado estarei
Que orgulho sentirei
E a força está em sermos um

Somos um
Somos um

Filha de um rei nasci
Meu destino eu vi
Mas quem sou eu?
Confiar no coração
Buscar paz e razão
A quem sou eu

Filha tu vais crescer
Maus momentos hás-de ter
Buscando a paz e a verdade
Sempre há soluções
Nas piores situações
Temos força porque
Somos um

Somos um tu e eu
Como a Terra e o Céu
O Sol traz a felicidade
Este reino é meu
E um dia será teu
E a força está em
Sermos um

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Prince Alladin - Um Amigo Como Eu




Letra:

Amo! Acho que ainda não
Percebeste  que tens aqui
Por isso, porque não
Pensas um pouco
Enquanto eu elumino
As possibilidades

Alibabá e quarenta ladrões
Muitos tesouros tinha pra roubar
A tua sorte agora mudou
Tens a magia que não vai falhar

E no teu canto
Vais-te preparar
A tua força não
Vai acabar
Agora tudo de bem
podes ter
É só na lâmpada
A mão passar

E vai ser:
Diz lá, querto ver
Já tens o que pedir
Podes já dizer
O que vai ser
Nunca viste um
Amigo assim

Escolha à lá ca'
Eu sou mestre sim
Vias dizer o que
Tu vais querer
Nunca viste
Um amigo assim

Então agora já és tudo
O patrão, o rei, o xá
Diz o que é, diz lá
Tem fé!
Que tal um pouco de
(Pate lá dá?)

Tens tanto pra gastar
O sonho não tem fim
Estou aqui, ao pé de ti
Nunca viste um amigo assim

Bá bá bá
Já está
Bá bá bá
Não, não
Bá, bá, bá
Na, na, na

Mais alguém faz isto?
Só se for no céu!
Mias laguém tem isto,
Dentro do chapéu?

Mais alguém faz: puf
E tas a ver
Sei dizer o Abacadabra
E já está
E passam a desaparecer

E ouve vais-te encantar
Podes ter tudo
O que tu vais pedir
Os teus desejos vou certificar
E tanta coisa vais tu descobrir

E agora diz lá
No que vais pensar
Podes fingir até
Que não gostou
A tua lista quase
Não tem fim
Mas 3 desejos é só
O que dou

E vamos começar
Sempre até ao fim
A encolher
O que vai ser
Mas nunca viste alguém
Nunca viste alguém
Nunca
Nunca viste alguém
Nunca viste alguém
Nunca
Um amigo assim!

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Pocahontas - Cores do Vento



Letra:

Tu achas que sou uma selvagem
Que conheces o Mundo
Mas eu não posso crer
Não posso acreditar
Que selvagem possa ser
Se tu é que não vês
Em teu redor (teu redor)

Tu pensas que esta
Terra de pertence
Que o mundo é um ser morto
Mas vais ver
Que cada pedra, planta ou criatura
Está viva e tem alma, é um ser

Tu dás valor apenas às pessoas
Que acham como tu, sem se opor
Mas segue as pegadas de um estranho
E terás mil surpresas de esplendor

Já ouviste um lobo uivando
No luar Azul
Ou porque ri o lince
Com desdém

Sabes vir cantar com
As cores da Montanha
E Pintar com quantas cores
O vento tem
(E Pintar com quantas cores
O vento tem)

Vem descobrir os trilhos
Da floresta
Provar a doce amora
E o seu sabor
Rolar no meio de tanta riqueza
E não querer indagar o seu valor

Sou a irmã do rio e do vento
A garça, a lontra são iguais a mim
Vivemos tão ligados uns aos outros
Neste arco, neste círculos
Do sem fim

O que a dura árvore tem?
Se a derrubares
Não sabe ninguém

Nunca ouvirás o lobo
Sobre a lua azul
O que é que importa a cor
Da pele de alguém
Temos que cantar com
As vozes da montanha
E Pintar com quantas cores
O vento tem

Mas tu só vais conseguir,
Esta Terra possuir
Se a pintares, com quantas cores
O vento tem

domingo, 11 de setembro de 2011

Prince of Egypt - Tudo o que eu queria

Depois de algum tempo de pausa, volto a postar as letras de algumas músicas da Disney, tão dificeis de encontrar em português.






Ao luar brilhando
Tudo calmo como eu conheci
Tudo o que eu queria
Doce odor de Incenso
Belas salas de Alabastro são
Tudo o que eu Queria

Este é o meu lar
Esta é a minha família
É tão nobre, Invulgar
Estou no meu lar
Entre os meus pertences
E entes queridos
Vou ficar

E ninguém diga o contrário
Não dá pra duvidar
Eu, sou o Príncipe do Egipto
Sou filho dessa história sem igual
Já gravada aqui

Que é onde está
Tudo o que eu queria
Tudo o que eu queriaTudo o que eu quis

sábado, 10 de setembro de 2011

Férias 2011

Olá a todos!

Depois de algum tempo ausente (sim, admito que dei mais importância ao aproveitamento das férias do que ao blog),

Estou de volta!

Estou de volta, e aproveito para vos contar um pouco das minhas férias.

Este Verão tem sido fantástico, tenho saido bastante , sobretudo para ir ao cinema - aconselho o "Conan O Bárbaro", "Os Smurfs", " O Capitão América" e o "Lanterna Verde" - todos bons filmes, tudo depende se têm preferência por animações, por tempos bárbaros ou por filmes de super-heróis.

Mas o que quero partilhar com vocês neste post é um pouco das três semanas que estive no Algarve.

Estive na zona de Portimão, e como não tinha piscina, passava os dias, ou na Praia da Rocha, ou na Praia do Alvor.

Gosto imenso da praia da Rocha, pois quando a maré está baixa, é possivel explorar as passagens entre as rochas (eu, que sou uma exploradora nata, não podia deixar de o fazer).


A Praia do Alvor é ligeiramente diferente em termos de areia, mas é igualmente boa para passar um dia de Sol e Mergulhos.




Não posso deixar de referir, que qualquer uma das praias é propícia ao jogo de raquetes (jogo que me acompanhou todas as três semanas).

Mas a minha vida Algarvia não se baseou só em praia. Saí algumas noites, fui ao Zoo Marine e visitei sítios novos, como a Serra de Monchique.

 Em Agosto, o Algarve tem muitas ofertas de lazer. Passeei algumas noites pela Praia da Rocha - lugar maravilhoso para se sair, devido à quantidade de artigos para venda, aos restaurantes e bares.

Noutras noites estive, ou no Festival da Sardinha, em Portimão,



Ou na Fatacil, em Lagoa.



A Festa da Sardinha abriu com uma cantora portuguesa internacionalizada, Dulce Pontes, que foi demoradamente aplaudida pelo público.

Outra banda portuguesa que ouvi foi o Amor Electro, mas desta vez não vi, apenas escutei, pois a Festa da Sardinha não permite a entrada de cães. Assim sendo, fiquei sentada nos bancos do lado de fora com a minha cadelinha a ouvir.

Na Fatacil vi os Santos e Pecadores e o Pedro Abrunhosa. No concerto dos primeiros o tempo não esteve do lado deles e começou a chover torrencialmente, o que fez com que muita gente se abrigasse longe do palco. Todavia, isso foi um dos motivos que tornou esse concerto tão especial para mim: como estava muito calor aproveitei e fiquei o concerto inteiro a dançar à chuva - foi demais, uma experiência para não esquecer (tenho de repetir).

O Pedro Abrunhosa foi o cantor que mais gostei de ouvir, pois admiro o que ele diz em palco, a sua atitude e a sua energia. Tenho ainda a acrescentar que para além de cantor, o Pedro Abrunhosa é um poeta e as suas letras estão muitíssimo bem feitas.

No ZooMarine, tive a opurtunidade de andar em diversões, dar uns bons mergulhos na piscina e ver golfinhos, araras, aves de rapina e muito mais. Um paragem obrigatória para quem gosta de água, diversão e animais.

Se um dia acordarem sem saber o que fazer, quiserem explorar algo novo, e apreciarem viagens de carro, não deixem de visitar a Serra mais alta da zona Sul - Serra de Monchique.

Começámos pelas caldas de Monchique, onde se encontra um jardim com uma pequena Igreja, uma fonte, mesas de pedra e muitas árvores - um convite a um piquenique agradável à sombra. Seguindo o percurso, passámos pela Aldeia de Monchique, até chegar ao ponto mais alto - Foia. Daí avista-se toda a área de Portimão a Lagos.

Ao longo de toda a viagem estivemos rodeados por paisagens maravilhosas. Também chegámos a ver alguns animais, como cabras e coelhos.


E assim ficaram a conhecer um pouco do Algarve :)